Cromo duro - processo revestimento metálico

O Cromo duro é um dos revestimentos metálicos mais versáteis do mercado. Sua aplicação é eficaz tanto na industrialização de peças novas quanto na recuperação de peças usadas.

Na fabricação/industrialização de peças novas, o Cromo Duro promove aumento da vida útil do equipamento e melhora do seu desempenho. Quando o revestimento é aplicado na recuperação de peças desgastadas, o processo garante completa restauração da peça, reconstituindo medidas e propriedades técnicas de uso, assim como a recuperação da qualidade de superfície original do equipamento.

Vantagens do processo:

- Custo competitivo;

- Dureza de até 1150 Vickers;

- Característica antiaderente;

- Resistência à corrosão e oxidação;

- Resistência à altas temperaturas;

- Resistência ao desgaste por atrito e à abrasão;

- Baixo poder aglutinante umedecedor;

- Baixo coeficiente de atrito;

- Acabamento fosco, espelhado ou lapidado;

Estrutura Instalada:

- Banhos catalisados autorreguláveis;

- Tanques de 2 a 14 metros (maiores sob consulta);

- Matéria prima importada;

- Laboratório interno de controle de qualidade;

- Estrutura para cromagem localizada;

- Domínio da tecnologia de bicromagem;

- Ligas especiais de cromo para papel e celulose: SULFORM e SULTHERM